Home - Início | Voltar | Entre em Contato


Marco Antonio Perna é analista de sistemas e pesquisador, com mestrado em sistemas e computação. Desde 1997 pesquisa a dança de salão sendo o criador do portal Agenda da Dança de Salão Brasileira que no final do século 20 uniu os dançarinos brasileiros pela internet. É autor do livro "Samba de Gafieira: a história da dança de salão brasileira", do livro "Dança de Salão Personagens e Fatos" e já escreveu artigos e textos de danca de salão para os Correios e para jornais de dança como: Dança e Saúde, jornal Dance, Dance News e Falando de Dança. Também escreveu artigo para o livro da coleção "As Melhores Dicas da Dança de Salão", da editora Delprado. Participou de congressos de dança de salão e promoveu seis edições do congresso Salão Rio Dança. Como dançarino de salão teve aula com Jaime Arôxa e seus instrutores e também com João Carlos Ramos da Cia. Aérea.


Procurar 

Certo dia me toquei que o mundo é feito de água, terra, fogo, metal e madeira. Mas, e o ar? Não seria um dos elementos fundamentais? Na verdade esses cinco elementos pertencem a uma visão holística e em outras visões eles podem ser a terra, a água, o fogo e o ar. Tudo depende de como vemos o mundo. Um homem que enxergasse que falta o ar na primeira visão certamente morreria tentando convencer quem acredita apenas nesses cinco elementos. Um homem de visão criaria uma nova forma de ver o mundo e quem quisesse o seguiria.

Transportando essa ideia para a dança de salão, podemos observar que na Europa foi criado, há muito tempo atrás, um campeonato de danças de salão onde entram danças latino-americanas. Teoricamente falando, elas deveriam ser as nossas danças, mas não são. O samba, o chá-chá-chá e o tango são completamente diferentes. Aliás, o chá-chá-chá, apesar de estar nas danças latino-americanas, não existe na América Latina. Pelo menos não existia, até ser introduzido pelos próprios europeus. Para eles, suas danças são as que importam, as fundamentais.

Mas, se eles não têm o samba de gafieira, devemos fazer o quê? Mudar as danças fundamentais deles? Não, o que devemos fazer é criar a nossa própria visão das danças fundamentais e criar um verdadeiro modelo de campeonato de danças latino-americanas. Foi o que fizeram os lutadores quando criaram as lutas de octógono, tipo vale-tudo. Eles criaram uma nova visão de lutas e foi um sucesso de público, sem alterar os campeonatos de lutas já estabelecidas, como o boxe e o judô. O grande problema de se criar uma nova visão é arranjar seguidores, acreditar e seguir em frente.

Em novembro de 2012 foi noticiado que na Inglaterra fora oficializado a dança “lambazouk”. Com syllabus e toda a burocracia necessária, profissionais brasileiros radicados na Inglaterra receberam o certificado de professores habilitados. Que bacana, diriam alguns, eles estão reconhecendo nossa dança lambada zouk. Outros reclamariam que chamaram de “lambazouk”. Eu digo: ainda bem que chamaram de lambazouk e classificaram como dança brasileira. Se chamassem de zouk apenas perderíamos muito em divulgação de nossa cultura. E se chamassem de lambada todos iriam confundir com a lambada de 1990.


Vanderlei Moreira, Claudia de Vries, Yvonne Hardy e Gilson Damasco, recebendo o certificado de professores habilitados em Lambazouk, em Londres.

Entre os profissionais brasileiros habilitados na Inglaterra estão Vanderlei Moreira e Gilson Damasco, que migraram para a Europa há mais de uma década, divulgando nossas danças, como o lambazouk e o forró. Outros profissionais brasileiros estão radicados em vários países ao redor do mundo, notadamente Europa, Ásia e Oceania, prestando o mesmo serviço. Nos últimos anos diversos congressos de danças brasileiras foram realizados no exterior, especificamente de lambazouk e, às vezes, samba. O que comprova o interesse internacional em nossas danças. E que pode gerar novas oficializações de nossas danças pelo mundo.

Voltando à oficialização do lambazouk, reparem a tragédia anunciada: foram os INGLESES que oficializaram nossa dança, e não nós. Exatamente como fizeram com o samba e o tango nos campeonatos de ballroom dance e dancesport, décadas atrás. Daqui a pouco eles oficializam o samba de gafieira e sabe-se lá mais que dança. Criam, então, outro campeonato - e ficamos a ver navios.


O anúncio acima de um congresso já realizado em Roma, mostra o zouk, o samba e o lambazouk.

É imperativo que a classe se mobilize e crie um padrão para nossas principais danças. Syllabus, regras e o que mais for necessário para a criação de campeonatos e homogeneização das aulas das academias, que hoje ensinam passos iguais com nomes diferentes, entre outros problemas. Em 2001 já foi dado um primeiro passo com a escolha dos passos fundamentais do samba de gafieira. Essa lista está em meu livro “Samba de Gafieira – a história da dança de salão brasileira”, disponível em www.dancadesalao.com/loja.


O anúncio de um congresso de zouk realizado em 2011, em Praga.

Em um verdadeiro campeonato latino-americano entraria, por exemplo, o samba de gafieira, o tango argentino, o lambazouk, a salsa e alguma modalidade de forró.

Rio de Janeiro, dezembro de 2012
Marco Antonio Perna

Publicado na edição 64 do jornal Falando de Dança, de janeiro de 2013.
http://issuu.com/dancenews/docs/ed_64_completa_para_leitura/05

Permalink  [ Escreva seu comentário ] ( 265 views )   |  [ 0 trackbacks ]


Avise Um Amigo
Avise um Amigo

Galeria de imagens

Anexos

Opiniões/Comentários



 

Adicione sua Opinião/Comentário

Escreva seu comentário abaixo.









Insert Special:








Moderation is turned on for this blog. Your comment will require the administrators approval before it will be visible.




Cadastre seu email


Digite seu email para se inscrever
e tecle [enter].
Você será cadastrado na minha lista de divulgação da Agenda da Dança de Salão Brasileira, que fica no yahoo.com.br e que você poderá se descadastrar quando quiser.
Você receberá por email um pedido de confirmação (em inglês).
Basta responde-lo para ser cadastrado.
Mandarei somente avisos de postagens no Blog e notícias esporádicas.


Siga meu TWITTER.

Links

» Paleocartografia by Marco Antonio Perna

» Dicas DVD/CD/BD

» Loja: DVD/Livros de dança

» Agenda Da Dança de Salão Brasileira

» Nutricionista Clínica

» Saude e beleza express

» Login


@@@@@@@@@@@@@@$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$