Home - Início | Voltar | Entre em Contato


Marco Antonio Perna é analista de sistemas e pesquisador, com mestrado em sistemas e computação. Desde 1997 pesquisa a dança de salão sendo o criador do portal Agenda da Dança de Salão Brasileira que no final do século 20 uniu os dançarinos brasileiros pela internet. É autor do livro "Samba de Gafieira: a história da dança de salão brasileira", do livro "Dança de Salão Personagens e Fatos" e já escreveu artigos e textos de danca de salão para os Correios e para jornais de dança como: Dança e Saúde, jornal Dance, Dance News e Falando de Dança. Também escreveu artigo para o livro da coleção "As Melhores Dicas da Dança de Salão", da editora Delprado. Participou de congressos de dança de salão e promoveu seis edições do congresso Salão Rio Dança. Como dançarino de salão teve aula com Jaime Arôxa e seus instrutores e também com João Carlos Ramos da Cia. Aérea.


Procurar 

Prezados
Quem possui meu livro ou já teve paciência de fuçar o dancadesalao.com todo, já deve ter notado que gosto de arte e especialmente de caricaturas e temas de dança. Vou iniciar com este texto uma série voltada a dança de salão retratada nas diversas manifestações de arte.
Como estréia resolvi colocar algumas imagens de estatuetas/esculturas de barro, bem ao estilo de nosso Nordeste, já que a maneira mais simples de se fazer imagens é a utilização do barro.
A propósito, na verdade uma estatueta de barro não é uma escultura e sim uma modelagem, embora seja uso comum e normal o termo escultura. O ato de esculpir é a retirada de pedaços de determinado material e não é possível recolocar algo retirado. Na modelagem o artista molda, tira e põe o material da maneira que achar melhor. E no caso das estatuetas de barro, elas já são o produto inicial da modelagem e o final ao mesmo tempo. Pois o único processo normal pelo qual elas passam é o forno.





A primeira estatueta é de Plinio de Moura e tem 17 cm de altura. Reparem que ele retrata um casal dançando algo lento, sem a postura de braço de dança de salão.







A segunda estatueta é do artista nordestino Amaro Rudrigues e tem 12,5 cm de altura, 5 cm de largura e peso de 400g. Vocês podem notar na imagem um erro comum dos artistas que é a inversão da posição dos braços e mãos dos dançarinos em relação ao normal da dança de salão.







A terceira estatueta eu comprei numa loja de presentes em Laranjeiras no Rio de Janeiro e tem 5,5 cm de altura. Desse tipo existem muitas sendo vendidas pelo Brasil afora em formato até de jogo de xadrez nordestino. Também ocorre inversão da postura de braços e mãos.

[ ]s
Marco Antonio Perna

Permalink  [ Escreva seu comentário ] ( 98 views )   |  [ 0 trackbacks ]


Avise Um Amigo
Avise um Amigo

Galeria de imagens

Anexos

Opiniões/Comentários



 

Adicione sua Opinião/Comentário

Escreva seu comentário abaixo.









Insert Special:








Moderation is turned on for this blog. Your comment will require the administrators approval before it will be visible.




Cadastre seu email


Digite seu email para se inscrever
e tecle [enter].
Você será cadastrado na minha lista de divulgação da Agenda da Dança de Salão Brasileira, que fica no yahoo.com.br e que você poderá se descadastrar quando quiser.
Você receberá por email um pedido de confirmação (em inglês).
Basta responde-lo para ser cadastrado.
Mandarei somente avisos de postagens no Blog e notícias esporádicas.


Siga meu TWITTER.

Links

» Paleocartografia by Marco Antonio Perna

» Dicas DVD/CD/BD

» Loja: DVD/Livros de dança

» Agenda Da Dança de Salão Brasileira

» Nutricionista Clínica

» Saude e beleza express

» Login


@@@@@@@@@@@@@@$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$