Bailes Cariocas
Marco Antonio Perna


Formato: 28 x 21 cm (paisagem)
180 páginas
Idioma: português / inglês
Edição de 2021


Veja em:

Bailes Cariocas - pubhtml.com

Bailes Cariocas - issuu.com




O livro não será vendido. A impressão de uma pequena tiragem para doação para bibliotecas e outras entidades será feita através de doações por financiamento coletivo, onde será possivel doar qualquer valor e a partir de uma doação mínima o doador receberá como prêmio um exemplar do livro. Entre em contato para ser informado do início das doações.


Vídeo

Confira o vídeo com o livro na íntegra no youtube (não deixe de curtir e comentar).

O Livro


Bailes Cariocas é fruto de 55 anos de vida e 27 anos de dança de salão onde fiz de tudo um pouco. Aprendi a dançar e frequentei muitos bailes, mas também promovi eventos (bailes e congressos de dança), fui DJ, editor do dancadesalao.com. br, jornalista, escrevi para os jornais “Dance News” e “Falando de Dança”, realizei pesquisa histórica e assim lancei livros sobre a história da dança de salão no Brasil. O primeiro intitulado “Samba de Gafieira - a história da dança de salão Brasileira”. Mas o que mais fiz, além de dançar nos bailes, foi fotografar a dança do Rio de Janeiro, tanto em bailes, como em teatros ou mesmo na rua. O objetivo inicial foi obter material fotojornalístico para o meu site dancadesalao.com.br, depois para as redes sociais do mesmo e posteriormente colaborar com fotos no jornal “Falando de Dança”. O tempo passou e os usos da fotografia foram mudando e resolvi então compilar um livro fotográfico/documental/jornalístico da dança do Rio de Janeiro, focado principalmente na vida dançante carioca, e principalmente no ambiente social gerado por nossa dança de salão.


Algumas das fotos do livro foram premiadas em concursos nacionais e internacionais. Outras foram publicadas no jornal Falando de Dança. E todas foram publicadas no portal dancadesalao.com ou em suas redes sociais.


O Ambiente da Dança Carioca


Neste ambiente todo mundo se conhece, pelo menos de vista, ninguém vai em um baile (exceção apenas de alguns bailes de forró) no Rio sem saber dançar, assim é necessário aprender e por mais talentoso que se seja, leva-se algum tempo. Com isso as pessoas em um ambiente de escola de dança se conhecem e a medida que o aprendizado avança, também avança sua rede social nos locais de dança que frequenta. Assim a dança de salão no Rio é um ambiente seguro que possui diversas características e personagens. Os principais são os próprios dançarinos e professores, e posso citar, sem ordem específica, os DJs que colocam música para se dançar nos bailes e as bandas, conjuntos, orquestras, musicistas e cantores. Temos também os dançarinos de aluguel (personal dancers), que em meados do Século XX tinham as taxi-girls como suas correspondentes de profissão. Promoters de bailes e eventos em geral (como congressos), coreógrafos, dançarinos de shows, seguranças, assistentes de promoters, fotógrafos, cinegrafistas, garçons, jurados e concorrentes de concursos, aniversariantes, autores de livros de dança, bolsistas de escola de dança, entre outros.


Alguém poderia dizer: “garçon e segurança? Não seriam apenas prestadores de serviço sem envolvimento?”. Alguns sim, mas a dança é muito envolvemente e como é um ambiente mais restrito com pessoas que se conhecem, muitos seguranças dançam e eles e alguns garçons acabam se tornando amigos de papos em diversos bailes, pois não tem como não passar a conhecer. Os fotógrafos e cinegrafistas, por exemplo, tem que saber dançar para realizar um bom trabalho, senão não é possível desenvolver o olhar fotográfico necessário para realizar boas fotos e filmagens. Temos também os personagens folclóricos de bailes, que são apenas dançarinos que simplesmente todo mundo no meio conhece, às vezes apenas de um determinado baile semanal, outras vezes de vários ou “todos”.


Além dos personagens que citei, temos também as situações que ocorrem nesse ambiente e os próprios locais. Situações facilmente imagináveis, como dançar alegre um forró ou compenetrado, um tango. Mas também situações de baile como concursos, aniversários, sorteio de brindes, premiações, apresentações no intervalo, roda de aniversariante etc. Aulas, workshops, congressos, apresentações em teatro ou na rua. Locais como clubes, academias, escolas de dança, câmara municipal, assembleia legislativa, praças, gafieiras, teatros, camarins etc.


Neste livro optei por não fazer uma edição colorida apenas com fotografias bonitas de apresentações em teatro. Aqui procuro mostrar todo esse ambiente, situações e personagens e toda a interação gerada entre eles, que pode resultar em namoros, casamentos ou como no meu caso, também belas fotos e sessões fotográficas de estúdio com dançarinos profissionais. Também optei por uma narrativa fotográfica mais linear, para facilitar o entendimento desse meio tão envolvente aos não iniciados.


A Inspiração Fotográfica


Dança remete ao baile e ao palco. O caminho natural para um livro fotográfico é sem dúvida o espetáculo. Mas eu sempre quis fazer um sobre os bailes cariocas e só decidi por esse caminho após buscar referências em fotógrafos de rua como Joel Meyerowitz, fotolivros como The Americans de Robert Frank e finalmente Small World de Martin Parr. Este último me mostrou que eu poderia gerar esta obra fotográfica e sociológica. Um livro que faz juz ao meu trabalho como fotógrafo documental da dança do Rio de Janeiro.


O que procuro constantemente de fundamental é a diferença entre a mitologia do local e a realidade do mesmo. ... Lembre-se, eu faço fotografias sérias disfarçadas de entretenimento. Isso faz parte do meu mantra. Eu faço as imagens aceitáveis, a fim de encontrar o público, mas no fundo, existe muito mais acontecendo que não é visto logo de cara. Se você quiser ler, você pode ler.” Martin Parr


O Autor


Marco Antonio Perna é profissional de TI e pesquisador com mestrado, dançarino de Dança de Salão e um apaixonado por fotografia desde sempre.


Iniciou sua carreira de fotógrafo registrando o II Encontro Internacional de Dança, em 1997, no Hotel Glória (Rio de Janeiro), quando além de fotografar percebeu a necessidade de documentar os eventos que fotografava. Foi assim que o fotojornalismo surgiu em sua vida.


Sua experiência como fotógrafo de dança de salão e de modalidades artísticas como danças étnicas, jazz e ballet, entre outras, desenvolveu seu olhar fotográfico e permitiu a criação deste livro.



Confira na Mídia:

Os Bailes Cariocas de Marco Antonio Perna - Resumo Fotográfico.

Base de Dados de Livros de Fotografia


Mais informações

Caso tenha alguma dúvida, fique a vontade para nos contatar pelo meio que preferir!

Facebook: https://www.facebook.com/marcoantonio.perna.7

Email:



   



Bailes Cariocas

Copyright © 2020 Marco Antonio Perna. All rights reserved.
ALL IMAGES ON THIS WEBSITE ARE COPYRIGHTED BY THEIR AUTHORS. ALL RIGHTS RESERVED.


Development: M.A.P.